terça-feira, 31 de março de 2015

Só isso me basta!


Quando meu coração endurecer por causa das circunstâncias
Quando minha alma ficar amarga por falta de esperança
Quando minhas forças se esvaírem e os meus joelhos tremerem
Quando o fundo do poço parecer não ter chegado ao fim
Quando minha carne clamar por vida
Quando meus olhos se tornarem rios

Revela-Te a mim?

Não precisa ser de forma extraordinária
Não precisa ser aquele milagre de fazer multidões aplaudir
Não precisa ser com alardes e espetáculos
Basta saber que estás comigo...

E ainda que eu não Te sinta
E ainda que eu não Te veja
E ainda que eu não Te toque
Meus sentimentos não poderão anular Sua presença

Tu és
E isso basta
Tu podes
E isso é tudo
Sou Tua
E nada mais

segunda-feira, 30 de março de 2015

Faça-me o favor


Faça-me o favor de não se calar diante da injustiça
A não ser que você seja conveniente 

Faça-me o favor de estender a mão a quem precisa de ajuda
A não ser que se alegre com a desgraça alheia

Faça-me o favor de agir com honestidade e verdade
A não ser que a malandragem e a mentira sejam o deleite do seu próprio engano

Faça-me o favor de não encobrir os erros e fingir que nada vê
A não ser que você também tenha algo a esconder

Faça-me o favor de não fingir que não entende
A não ser que tenha prazer em ser indiferente

Faça-me o favor de ser gente, de ser humano
É o que nosso mundo mais necessita:
Seres HUMANOS!

domingo, 22 de março de 2015

Escolher nossos amigos



Texto de Henri Nouwen, publicado por Karen Bomilcar

"A vida espiritual é uma das escolhas que precisamos fazer constantemente. Uma das escolhas mais importantes da vida é a das pessoas com quem desenvolvemos relações próximas. Dispomos apenas de uma quantidade de tempo limitado na vida. Com quem é que passamos e como? Esta é provavelmente uma das mais decisivas questões da nossa vida. Não é sem razão que os pais se preocupam com quem os filhos trazem para casa como colegas, amigos ou namorados. Eles sabem que muita da felicidade dos seus filhos depende daqueles que escolhem como companhia.

A quem devemos recorrer para nos aconselharmos? Com quem é que passamos nossas tardes livres? E nossas férias? Às vezes, falamos ou agimos como se tivéssemos poucas hipóteses de escolha nessa matéria. Às vezes, agimos como se já tivéssemos sorte por haver alguém que queira ser nosso amigo. Mas esta é uma atitude muito passiva e até fatalista. Se realmente acreditamos que Deus nos ama com um amor incondicional, então podemos ter a certeza de que há neste mundo mulheres ou homens que estão ansiosos por manifestar este amor.

Mas não podemos proceder passivamente à espera que alguém apareça para nos oferecer sua amizade. Como pessoas que acreditam no amor de Deus, temos que ter a coragem e a confiança para dizer alguém, através do qual o amor de Deus se torna visível para nós: “Quero passar algum tempo de você, conhecê-lo, ser seu amigo. O que você acha?”.

Haverá recusas, haverá a dor da rejeição. Mas, se queremos, de fato, evitar todas as recusas e rejeições, nunca criaremos um ambiente onde possamos crescer mais fortes e profundos no amor. Deus tornou-se humano para fazer com que pudéssemos como que tocar o amor divino. Isto é a encarnação. E a encarnação não aconteceu só há muito tempo, mas continua a acontecer para aqueles que acreditam que Deus lhes porá no caminho os amigos de que precisam. Mas a escolha é nossa.”

sexta-feira, 20 de março de 2015

Conselhos para uma doce menina


Doce menina
Ouça-me com atenção
Não deixe que o tempo
Tire a sua essência e a alimente só com ilusões
Os caminhos que trilhamos
Escondem armadilhas
Na curva você pode encontrar a morte
Na curva você pode encontrar a vida

Ah! Doce menina
Ouça-me com atenção
Seus olhos se tornarão nascentes
Seus lábios fontes, cujas águas podem não ser contidas
No pequeno lago poderá refrescar seus pés do calor
No pequeno lago poderá sentir a frieza da indiferença

Doce menina
Muitas histórias aguardam você
Algumas parecerão ser escritas com fel
Outras com mel
Não deixe que o amargo prevaleça
Não se deixe levar pelas doçuras exageradas
A vida quando agridoce 
Pode ser vivida com cuidado

Doce menina
Você vai se machucar muito
Mas também viverá momentos lindos
Sua memória será um álbum de imagens emocionantes
Seu silêncio será o refúgio do seu grito interior
Mas não perca a fé
Se a menina crescer junto com você
A esperança sobreviverá nos dias maus

Doce menina
Viva, viva, viva
Aprende a sorrir
Aprende a chorar
Aprende a dizer sim
Aprende a dizer não
E nunca permita ser usada
Que suas raízes sejam fortes
Pra quando os temporais surgirem
Você não se abalar e tombar

Doce menina
Quando a vida endurecer
E as rugas tentarem marcar sua alma
Sorria e volte ao seu álbum na memória
Lá você encontrará a força para continuar a caminhada

Doce menina
Você repetirá muitos anos na escola da vida
Será decepcionada e decepcionará
Será magoada e magoará
Vai fazer muita gente rir e chorar
E as sementes que são lançadas de suas mãos frutificarão
Rega e cuida da sua terra
As ervas daninhas tentarão enganar sua visão

Doce menina
Cresça devagar
Não tenha pressa
E quando crescer
Não morra
Seja menina mulher
Seja mulher menina
Escreva a sua história
Plante sua árvore
Dance a sua música 
E viva



sábado, 28 de fevereiro de 2015

Lamentável! Estamos vivendo em um hospício...