sexta-feira, 10 de outubro de 2014

As lições que aprendi com os meus pais

Aprendi com os meus pais a honrar com a minha palavra.
Palavra essa que vale muito mais que uma assinatura registrada em cartório.
Aprendi com os meus pais a ser responsável e comprometida com o que assumo realizar, independente se vão me prejudicar, puxar tapete e desvalorizar o que faço.
Aprendi com os meus pais a respeitar o próximo e não enxergá-lo como um objeto, coisa, programa ou lixo.
Aprendi com os meus pais que o trabalho enobrece o ser humano e não é preciso usar nada e ninguém pra se alcançar um objetivo ou sonho. Basta o trabalho digno, persistência, paciência e dedicação.
Aprendi com os meus pais a valorizar as pequenas coisas e momentos e nunca deixar de ser grata pelo que tenho e sou.
E ainda tenho tanto que aprender...
Todos os dias me surpreendo com situações que me fazem desacreditar no ser humano, principalmente nos que se dizem "seguidores de Cristo".
Se sou perfeita? Claro que não!
Luto contra o meu eu diariamente.
Então, refugiada na minha solidão eu choro, clamo baixinho, choro de novo e tenho a noite como companhia.
Também aprendi quando voluntária a ser um bambu.
Vem o vento forte, vem as pancadas, posso chegar até o chão mas não sou derrubada.
Eu sei em Quem confio e sei Quem luta por mim.
E então, sigo.
Sigo ainda que com passos lentos e pés machucados.
Sigo...

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Não é preciso dizer nada... Absolutamente, nada!

Sutilmente beijou a minha testa

Senti o frescor suave de seu hálito
Quando nossos olhos se encontraram

Tomou minhas mãos nas suas
E enquanto a canção tocava ao fundo
Nos pegamos dançando na sala de estar

Os pés quase não saiam do lugar
Mas nossos corpos balançavam ao som misturado
De nossos corações que batiam com mais força
E da canção que falava por nós

Pra que palavras?

Essa é uma daquelas horas sagradas...
Os olhos marejam
A boca seca
As mãos tremem
E a música - ou seria o coração - dá o ritmo

Já não era mais passado
Nem era necessário aguardar pelo futuro
O hoje era o presente que veio embrulhado
Com um lindo laço vermelho e sem cartão

Pensei em murmurar um agradecimento
Mas seus dedos tocaram em meus lábios

Entendi a solicitação

Música, dança e coração
Ritmo, presente e vida

E naquela tarde a chuva caiu delicadamente
Só para nos abraçar e comemorar
O tão esperado desejo


quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Há pedras no caminho



Há pedras no caminho
Pontiagudas
Pequenas
Grandes

Há pedras no caminho
Que ferem os pés
Que sabotam a trilha
Que impedem os passos

Há pedras no caminho
Pedras
Rochas
Areia

Há pedras no caminho
Que surgem sem que ninguém saiba o motivo
Que ferem
Ora por desprezo
Ora por prazer

Há pedras no caminho
Pontiagudas
Pequenas
Grandes

Há pés feridos
Há um caminho à seguir

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Preciso de coragem



Preciso de coragem...
Coragem pra virar a página
Coragem pra chutar o balde
Coragem pra desprezar o que me faz mal
Coragem pra botar o medo pra correr
Coragem pra chorar
Coragem pra rir

Preciso de coragem...
Coragem pra sentir dor
Coragem pra acreditar
Coragem pra desacreditar
Coragem pra ter coragem
Coragem pra não ter coragem

Preciso de coragem
Coragem pra viver
Coragem pra sobreviver
Coragem pra resistir
Coragem pra desistir
Coragem pra me lançar
Coragem pra me aquietar

Preciso de coragem
Coragem pra prosseguir
Coragem pra parar
Coragem pra correr
Coragem pra respirar
Coragem 
Coragem
Coragem